Somos médicos cirurgiões habilitados em cirurgias minimamente invasivas (cirurgia robótica, videolaparoscopia, laser, endopex e EPSiT) para tratamentos de doenças que afetam a parede abdominal, vesícula biliar, intestino grosso, reto e ânus.

Contato

11 94557-9041

O que é cirurgia bariátrica de sleeve

A cirurgia bariátrica de sleeve tem se destacado como um método eficiente para a perda de peso em pacientes com obesidade. Neste artigo, vamos abordar como funciona o procedimento, suas vantagens e como essa técnica pode transformar a vida daqueles que buscam uma mudança definitiva para uma vida mais saudável. Se você está considerando passar por uma intervenção cirúrgica para perder peso, continue lendo para descobrir tudo o que você precisa saber sobre a gastroplastia sleeve. Aprenda a calcular o seu IMC, clique aqui e faça seu teste.

Como funciona o método sleeve?

A cirurgia bariátrica de sleeve representa um avanço significativo na abordagem da obesidade. Trata-se de um procedimento minimamente invasivo com o propósito de reduzir a capacidade do estômago.

Durante a intervenção, o cirurgião realiza a remoção estratégica de 75% a 80% do órgão, moldando-o como um tubo, denominado “sleeve”. Assim, essa transformação anatômica não apenas limita a quantidade de comida que pode ser consumida, como também acelera a sensação de saciedade nos pacientes. Como resultado, observa-se uma redução natural no consumo calórico, tornando o método eficaz na promoção da perda de peso.

Portanto, a singularidade da cirurgia de Sleeve reside na sua capacidade de reestruturar o estômago de maneira a influenciar positivamente os hábitos alimentares. A sensação precoce de plenitude proporcionada pelo procedimento faz com que os pacientes se sintam incentivados a adotar escolhas alimentares mais conscientes, contribuindo assim para a obtenção de resultados duradouros na busca por um peso saudável.

Como a gastroplastia sleeve é feita?

Na gastroplastia sleeve, o médico utiliza uma técnica laparoscópica, na qual faz pequenas incisões no abdômen. Assim, o cirurgião insere um tubo fino com uma câmera acoplada (laparoscópio) e instrumentos cirúrgicos através dessas incisões. Essa abordagem minimamente invasiva permite uma recuperação mais rápida, menos dor pós-operatória, além de reduzir as chances de complicações.

Durante o procedimento, o cirurgião remove cuidadosamente o excesso de tecido gástrico, deixando o novo estômago com o formato tubular. Essa redução do tamanho do estômago não apenas limita a quantidade de comida que pode ser ingerida, como também diminui a produção de um hormônio chamado grelina, responsável pela sensação de fome. Sendo assim, essa combinação de fatores permite que os pacientes comam menos e se sintam satisfeitos com uma menor quantidade de alimento.

Contraindicações da cirurgia

No entanto, embora seja um procedimento bem-sucedido nos centros cirúrgicos, essa cirurgia apresenta algumas contraindicações que merecem atenção. Entre as principais restrições, destaca-se a realização da cirurgia em pacientes que sofrem da doença do refluxo gastroesofágico. Essa restrição deve-se ao fato de que, em alguns casos, a cirurgia pode agravar a condição, tornando imprescindível uma avaliação detalhada durante o pré-operatório. Além disso, também pode-se associar a obesidade ao refluxo, tornando-se um fator adicional de ponderação.

Outra contraindicação que deve-se considerar são os pacientes com histórico de cirurgias no intestino delgado. Essa intervenção no estômago pode interagir de maneira desfavorável com procedimentos anteriores. Embora o diabetes tipo 2 não seja uma contraindicação absoluta para a cirurgia sleeve, é importante notar que, inicialmente, a técnica do bypass pode ser prioritária para esse grupo específico.

No entanto, vale ressaltar que, comparada a outros procedimentos, a cirurgia sleeve apresenta um espectro relativamente mais restrito de contraindicações. Portanto, para assegurar o sucesso do procedimento, é imperativo que os pacientes sigam rigorosamente as orientações médicas. Além disso, é importante que permaneçam em acompanhamento regular com uma equipe multidisciplinar, garantindo uma abordagem integrada para a obtenção de resultados positivos.

Quais são as vantagens do método sleeve?

A cirurgia bariátrica de sleeve oferece diversas vantagens para pacientes que têm lutado contra a obesidade e não obtiveram sucesso com outros métodos de perda de peso. Em comparação com outras cirurgias bariátricas, o método sleeve tem uma menor taxa de complicações e mortalidade, além de exigir menos ajustes e acompanhamento pós-operatório.

Uma das principais vantagens do método é que, após a cirurgia, os pacientes passam por uma perda de peso significativa e sustentável. Estudos mostram que a cirurgia de sleeve pode levar a uma perda de até 60-70% do excesso de peso ao longo dos primeiros dois anos após o procedimento. Além disso, muitos pacientes relatam melhorias em condições relacionadas à obesidade, como diabetes tipo 2, hipertensão arterial e apneia do sono.

Outra vantagem importante é a melhoria na qualidade de vida. A perda de peso resultante da cirurgia de sleeve traz benefícios físicos e psicológicos, aumentando a autoestima, a mobilidade e a energia dos pacientes, além de diminuir o risco de doenças relacionadas à obesidade. Leia também: cirurgia bariátrica e saúde mental: cuidados psicológicos.

A cirurgia bariátrica de sleeve é uma opção segura e eficaz para aqueles que desejam perder peso de forma duradoura e saudável. Os benefícios alcançados vão além da perda de peso, pois melhoram a qualidade de vida e reduzem os riscos de doenças relacionadas à obesidade. Se você está considerando uma mudança em sua vida, consulte um especialista e descubra se a cirurgia bariátrica de sleeve é a opção certa para você.

Eco Medical Center

Hospital São Marcelino Champagnat

Agendamento Online